slider

Destaques

POSTS RECENTES

Atacama: Geysers del Tatio, tudo sobre um dos passeios mais incríveis do deserto!

3 de maio de 2019
Diferente de tudo que já vimos! Não é atoa que o passeio a Geysers del Tatio é um dos mais procurados e imperdíveis do Atacama.

Neste post vamos dar todas as informações, valores, recomendações especiais e contar os detalhes dessa nossa experiência única e inesquecível!! Confira!


O que fazer no Atacama: Geysers del Tatio e Povoado de Machuca

Como fazer o passeio: dicas, valores e recomendações importantes.

Nós fizemos esse e todos os nossos passeios no Atacama com a Daytours4u, uma empresa que já conhecíamos de outros destinos, confiamos e gostamos muito!

O tour Geysers del Tatio e Povoado de Machuca inclui traslado do hotel, guia bilíngue e café da manhã. O valor é de $101 dólares por pessoa (em novembro/2019). Consulte promoções, valor atualizado e faça sua reserva AQUI.

Importante saber que todos os parques e Lagoas são áreas de reservas, administradas por comunidades indígenas atacameñas, para acessá-las é necessário pagar uma taxa, que nenhuma agência inclui (em espécie - pesos chilenos) no caso desse passeio, a entrada para os Geysers custa $10.000 pesos (valor por pessoa em nov/2019).


As saídas acontecem todos os dias, é o passeio que sai mais cedo, praticamente de madrugada, entre 4h e 5h da manhã.

Deixe esse para ser o seu último tour, até lá, seu corpo já estará mais acostumado com a altitude, são mais de 4.300 metros. Algumas pessoas sentem o chamado soroche (enjoos, dor de cabeça, mal estar) principalmente na estrada que é cheia de curvas. 

Nós graças as Deus não sentimos nada! De qualquer forma seguimos as principais orientações que são: não comer comida pesada na noite anterior (principalmente carne vermelha) e evitar bebida alcoólica.

Prepare-se para enfrentar o friiiiiio! Essa combinação de horário cedo com grande altitude faz com que esse seja o passeio mais gelado de todos! É comum as temperaturas marcarem graus negativos, então a dica é ir BEM agasalhado. Se quiser entrar nas águas termais vá com roupas de banho por baixo para facilitar e não esqueça toalhas.

Calçado fechado, touca, protetor solar (inclusive labial) e água, sempre! Não esqueça de fazer um Seguro Viagem, faça uma cotação AQUI e coloque o código TEMQUEIR5 para ganhar um desconto exclusivo.

👉Confira AQUI o post com TODAS as recomendações e a lista dos principais passeios no Atacama.

Passeio a Geysers del Tatio e Machuca

Ainda estava escuro quando saímos do nosso hotel, 4:30h da manhã, pegamos a estrada em direção aos famosos Geysers del Tatio, localizado na cordilheira andina, cerca de 100km de San Pedro do Atacama, 1:30h mais ou menos de viagem (que nós, claro, aproveitamos para dormir mais um pouco, rs).


Os melhores tour no Atacama: Geysers del Tatio e Machuca

Chegando lá, no chamado campo geotermal do deserto, há uma estrutura com toaletes e um termômetro que na ocasião marcava um "friozinho básico", -9 graus!! 

Isso porque era comecinho de novembro, considerado por eles fim de inverno (que começa em junho), mas no geral as temperaturas ali sempre são baixas e no auge dos meses mais frios (julho, agosto) podem chegar, acreditem, a 30 graus NEGATIVOS!


O que fazer no Deserto do Atacama: Geysers del Tatio

Deserto do Atacama: Geysers del Tatio, tudo que você precisa saber!

Mas sendo bem sincera, foi só dar os primeiros passos naquele cenário que parecia de filme, com os jatos de vapor saltando do chão no meio daquela imensidão do deserto, com a cordilheira e os Vulcões ao fundo que eu pensei: ainda bem que eu vim!

Em poucos minutos o sol deu o ar de sua graça e a sensação térmica melhorou super, o céu ficou azulzinho e tudo ficou ainda mais lindo!


Deserto do Atacama: Geysers del Tatio, tudo que você precisa saber! 
O Geysers del Tatio, ou Gêiseres do Tatio em português, é um fenômeno da região que acontece com mair força nesse horário, bem cedinho. Isso porque ali existem lençóis subterrâneos de água, que ao entrar em contato com as rochas quentes e as baixas temperaturas na superfície formam essas erupções, jatos de água e vapor de quase 80ºC e até 10 metros de altura.

Há um caminho marcado com pedras, só nele é permitido caminhar, e também placas que alertam para não se aproximar demais dos buracos e jatos mais fortes, afinal estão fervendo e um deslize ali meu amigo, pode ser fatal!


Deserto do Atacama: Principais passeios

Outra atração do lugar são as piscinas termais com água do vulcão, temperatura da água em torno de 30ºC, até aí maravilha, coloquei a mão e estava super quentinha mesmo, deu até vontade de entrar, mas quando pensei em ter que tirar todas as camadas de roupa e depois sair no frio novamente, perdi a coragem na mesma hora! rs


Deserto do Atacama: Geysers del Tatio, tudo que você precisa saber

Durante o passeio a guia (super simpática por sinal e falando muito bem o "portunhol") foi nos dando informações e contando várias curiosidades.

O nome Tatio por exemplo, quer dizer "forno" na língua indígena ou "o velho que chora" na língua quéchua, o fato mesmo é que o lugar realmente impressiona, é o terceiro maior campo de Geysers do MUNDO (primeiro é o do Parque Nacional Yellowstone, nos Estados Unidos), mas esse, do Deserto do Atacama, é o ÚNICO da América do Sul. Então, não dá para perder a oportunidade de conhecer né!


Deserto do Atacama: Geysers del Tatio

Para completar, foi servido um desayuno (café da manhã) com vista para os gêiseres. Lanchinhos deliciosos, ovos, chás, café, biscoitos, chocolate, tudo para melhorar ainda mais a nossa experiência nesse lugar incrível!!

Bofedal de Putana

Depois de ficar quase duas horas nos Geysers seguimos para nossa próxima parada, o "Bofedal de Putana".

É como uma lagoa com diferentes tipos de vegetações e animais, ao fundo os paredões do deserto e os vulcões formam um cenário lindo, que pode ser visto também do alto, no mirante.


Deserto do Atacama: Passeio ao Geysers del Tatio: Roteiro, valores, dicas

Bofedal de Putana: Deserto do Atacama, como chegar

Povoado de Machuca

Nossa próxima parada foi no Povoado de Machuca, cerca de 45km de San Pedro.


Deserto do Atacama: Passeio ao Geysers del Tatio e Povoado de Machuca

Um pequeno vilarejo com casas de adobe, teto de palha, uma igrejinha linda no alto e poucos moradores que esperam ansiosos os turistas para oferecer fotos com lhamas, artesanatos e comidinhas típicas, como empanadas de queijo de cabra e espetinhos de carne de lhama ($3.000 pesos).


Atacama: Geysers del Tatio e Machuca, tudo sobre o passeio

Atacama: espetinho de Carne de Lhama no povoado de Machuca

Na saída do povoado, já na estrada, conseguimos ver as "vicunhas" (eles falam que é uma espécie de camelo, parente das Lhamas, Alpacas,etc), animais típicos da região de montanhas (o chamado altiplano do deserto).



Vicunhas do Deserto do Atacama

Laguna dos Flamingos

E quando você acha que já viu de tudo no dia, fomos surpreendidas com a última parada numa Lagoa com bordas de sal e cheia de Flamingos.


Lagoa dos Flamingos Atacama

De volta a estrada, chegamos no hotel em San Pedro em torno das 12h,  com a certeza de ter vivido uma das experiências mais incríveis das nossas vidas! Faria tudo de novo!! Nem pense em deixar o passeio a Geysers del Tatio de fora do seu roteiro. Tem que ir!! 


👉 Deserto do Atacama: Quando ir, como chegar, onde ficar, passeios e tudo que você precisa saber!

Serviços:
Daytours4u
Tour a Gêiseres del Tatio e Machuca
👉Valor atualizado, promoções e reservas AQUI.

*Essas são nossas experiências e opiniões pessoais. Informações referem-se a data da nossa viagem (Nov/2018). Agradecimentos: Daytours4u

VEJA TAMBÉM:

👉 Deserto do Atacama: Dicas essenciais!

👉 Onde comer no Atacama: Pratos típicos, valores e dicas de restaurantes

👉 O que fazer no Atacama: Listamos os passeios imperdíveis!

👉 Hotel La Cochera: Ótima estrutura e custo x benefício no centrino de San Pedro de Atacama, a poucos passos da Caracoles.

👉 Santiago: Quando ir, o que fazer, hotéis, restaurantes e mais!

👉 Veja AQUI todas as nossas dicas do Chile

0 comentários:

Postar um comentário

Dicas de Hospedagem

Booking.com

Gastronomia

 

Siga no Instagram @blogtemqueir