slider

2 de fevereiro de 2017

Vale Verde Alambique e Parque Ecológico, muita natureza, cultura e diversão para todas as idades!



Fomos conhecer um dos lugares que talvez todo mineiro já tenha ido passar um dia com a família ou ao menos escutado falar, mas que nós "turistas" não tínhamos ideia de quanta cultura, natureza e diversão iríamos encontrar "logo ali" em um Parque do ladinho de Belo Horizonte...

Nós e o Ricardo (guia da Master Receptivo - companheiro das nossas aventuras por Minas )

Saímos da capital a bordo da Master Receptivo (empresa com os mais variados roteiros de minas), foram 42km até chegar em Betim, cidade onde fica o Vale Verde.



Achamos super interessante a trajetória do lugar e vamos resumir um pouquinho aqui: Tudo começou quando Luis Otávio herdou a fazenda da família, produzia ali alguns doces, apreciador e colecionador de cachaças começou a desenvolver a sua própria bebida de forma artesanal, a principio só pra ele, depois para a família e amigos, depois para o amigo do amigo e por aí vai...foi aí que a primeira produção da bebida engarrafada surgiu, a cachaça "Minha Deusa" (em homenagem a sua esposa), com o sucesso começou a produzir em maior escala e passou a ser chamada do mesmo nome da fazenda, cachaça "Vale Verde", hoje com vários prêmios de melhor cachaça do Brasil!!






Isso tudo ficamos sabendo porque dentro do Parque há o Museu da Cachaça, onde uma orientadora conta um pouco da história e mostra o acervo com cerca de 2.000 cachaças de diferentes lugares e diversas marcas, inclusive algumas com nomes bem curiosos e divertidos como "Vergonha" , "Amansa Sogra", "Alegria do Pobre....além das garrafas tortas (feitas em alusão aos bêbados), garrafas com rótulos de times de futebol entre outras, mas a maior atração é a "Pelé Caninha" dedicada ao jogador quando o Brasil ganhou a copa de 1958, mas Pelé não gostou nada de ter sua imagem associada a uma bebida alcoólica e através de uma ação judicial tiveram que ser retiradas do mercado, só sobraram cinco garrafas e uma delas está no Museu do Vale Verde.




Ainda conseguimos conhecer tudo que envolve o processo de produção sustentável da cachaça (alambiques, picadora de cana, engenho manual, etc) e claro com direito a degustação (já vou logo avisando, deixem os carros em casa! rs)



Em 1989 Luis Otávio conseguiu reunir em sua fazenda todas as suas paixões (cachaças, orquídeas e os animais) e fundou o Parque Ecológico e Alambique Vale Verde que além da Cachaça tem muuuuitos outros atrativos...




Embora o parque funcione de terça a domingo, para quem está atrás de diversão o melhor é ir aos finais de semana ou feriados que é quando boa parte das atrações funcionam: arvorismo, tirolesa, pedalinho, passeio de charrete, de pônei, atividades de educação ambiental, parque de pesca, etc...Já para os que estão atrás de um refúgio para curtir a natureza, durante a semana é bem mais tranquilo e também dá pra curtir a Ponte do Rio que cai, passear pelo bosque (enquanto o seu lobo não vem, rs - brincadeira) ver as casinhas dos gnomos, a cachoeira...




Além de conhecer diversas espécies exóticas e raras de aves, répteis e animais como o Grow Coroado, flamingos, araras, tucanos, avestruz e tantos outros...






Tem uma capelinha que é um charme (muito procurada para casamentos), um Jatobá centenário, horta e diversos espaços para a criançada (e os adultos) aprenderem e se divertirem muuuito.





Já visitamos diversos Zoológicos, mas nunca tínhamos tido um contato assim, tão de perto com os animais. Aos finais de semana quem dá as boas vindas ao visitantes são eles, assim soltos pelo gramado. No começo fiquei com um pouco de medo (ok, confesso, muuuito medo, rs), mas os biólogos nos deixaram tão tranquilas e seguras que fizemos carinho nas aves, demos ração aos patos e até cobra eu peguei!! (Nunca pensei que teria coragem de fazer isso na vida, foi inesquecível, no final já estava amiga intima da bicharada, rs)...




O almoço foi no restaurante do Parque com aquela brisa boa da natureza em volta e muuuitas delícias, daquelas com gostinho de feito em casa, aliás boa parte do que comemos é produzido ali mesmo, em especial as verduras e legumes, que sabor! Tudo sem agrotóxicos ou conservantes...

Servido no estilo buffet self service a vontade: saladas, carnes, massas e vários doces, servidos com o tradicional queijinho mineiro. E o doce de leite?? Maravilhoso, nossa eterna paixão!! (também há opções de pratos a la carte).





E pra finalizar, aquele cafézinho com um detalhe, servido com a curiosa gelatina de cachaça, uma das iguarias produzidas no Vale Verde (é levinha, não tem gosto forte de bebida, gostamos!)



Aliás o Vale Verde, além das tradicionais e premiadas cachaças, produz também excelentes licores,azeites, mel...tudo disponível nas lojinhas e galpão do Parque (praticamente tudo com direito a degustação), além de lembrancinhas e até o "Macaco Carlinhos"(muita fofura!!) ....




Gostamos tanto que ficamos imaginando as crianças no meio disso tudo!!  O mais legal foi esse contato direto com a natureza (coisa rara pra nós paulistas que vivemos sempre cercadas de muitos carros, agitação e concretos) saímos de lá revigoradas e principalmente com um pensamento muito mais consciente em tudo que se refere a preservação ambiental. Anote aí, esse é um lugar que você e toda a sua família Tem que ir!!!





Informações

Vale Verde Alambique e Parque Ecológico:
Funcionamento: 9h às 17h30 (de terça a domingo, inclusive feriados).
*Atrativos de Lazer e Aventura: somente sábados, domingos e feriados.
Ingressos: R$20,00 (pagam meia: crianças de 6 a 12 anos, idosos e estudantes - mediante apresentação de documentos e comprovantes) 
Atrativos e alimentação são cobrados a parte (aceita cartões)
End . Rua Ary Barbosa da Silva, 950 - Vianópolis, Betim - MG, 32615-320
Contato: Tel.  (31) 3079-9171 WhatsApp (31) 9603-7395tendimento@valeverde.com.br
Maiores informações: www.valeverde.com.br

Passeio ao Vale Verde Alambique e Parque Ecológico:

www.masterreceptivo.com.br
Contato: (31) 3274-9628/98727-8787
reserva@masterreceptivo.com.br


*Baseado na nossa experiência. Preços, horários e informações referem-se a data da nossa visita, portanto podem ser alterados ao longo do Tempo.








Acesse o Post Índice para ver todas as nossas dicas de Minas: Onde se hospedar, passeios, delícias...



2 comentários:

  1. Demais o post meninas! Amei! Divulgando pra ja no Vem pro Parque! Bjs e sucesso, Dani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani,

      Que alegria ter você por aqui!!

      Ficamos muito felizes que tenha gostado, é uma honra pra nós ter nossas dicas divulgadas no Vem pro Parque. Obrigada!!

      Grande Abraço.

      Excluir

Destaques

Posts Populares

 
Tem que ir ©| Desenvolvido por Onze Web.